» » como-e-usado-um-transdutor-fotoeletrico

como-e-usado-um-transdutor-fotoeletrico

Um transdutor fotoelétrico pode ser tanto ativo como passivo. Com o tipo passisvo, alterações na energia luminosa produzem alterações na resistência. Este é o princípio do Transdutor fotorresistivo, mostrado na Figura 1c. Um transdutor fotoelétrico ativo produz uma tensão de saída que depende da intensidade da luz. As fotocélulas são exemplos de transdutores fotoelétricos ativos. Para as aplicações descritas nessa seção fototransdutor pode ser ativo ou passivo. O projetista é quem faz sua escolha.

Figura 1

A Figura 2 mostra como transdutores fotoelétricos podem ser usados para ler fitas perfuradas. Esses tipos de fitas são usados para controlar máquinas. Os rasgos são perfurados na fita. E usado um código especial para fazer estes rasgos. Conforme a fita passa na frente das células fotoelétricas, a luz passa através dos rasgos. Tensões são produzidas nas células fotoelétricas. Essas tensões são relacionadas com os rasgos, de modo que podem também ser relacionados ao código da fita. Na posição indicada, a luz está passando através de quatro rasgos e batendo quatro das células fotoelétricas. Quando essas quatro células fotoelétrícas geram uma tensão, o código pode significar que a máquina deve parar, ou pode significar que ela deve mudar de velocidade. Em outras palavras, o código instrui a máquina para fazer alguma coisa.

Figura 2

A Figura 3 mostra como células fotoelétricas podem ser usadas numa linha de montagem para contar caixas ou outros objetos. Conforme a caixa passa entre a mi e a célula fotoelétrica, a tensão de saída da célula fotoelétrica cai a zero. O contador elétrico é ligado de tal forma que, quando isto ocorre, um dígito é adicionado ao total. 

Figura 3

Gostou do que viu? Compartilhe!