» » Evolução na criação de circuitos eletrônicos

Evolução na criação de circuitos eletrônicos

O entendimento de todo ramo de atuação em suas questões mais específicas é possível a partir das noções de seus aspectos mais elementares e neste caso conhecer a evolução na criação de circuitos eletrônicos é de suma importância.

Evolução na criação de circuitos eletrônicos

Fique por dentro dos conceitos principais em circuitos eletrônicos

No início do uso deste tipo de tecnologia os circuitos eletrônicos eram feitos de maneira totalmente artesanal tendo como base um chassi onde eram feitas todas as ligações e conexões necessárias.

Com o surgimento de produtos cada vez menores que precisavam de circuitos bem compactos e por isso os circuitos eletrônicos foram colocados primeiramente em placas isolantes com furos onde eram inseridas as pernas de seus componentes e os fios das conexões.

Em virtude da grande demora neste processo criou-se um método para elaboração em grande quantidade conhecido como Circuitos Impressos por meio do uso de componentes como capacitores, resistores e outros.

A próxima evolução foi após a Segunda Guerra Mundial quando foi criada a solda por imersão com os componentes do circuito sendo dispostos em uma placa de material isolante com as ligações dos componentes sendo feitas através de impressão e corrosão com película de cobre.

Esta película em seguida era corroída e a fiação que foi impressa ficava exposta, Os componentes tinham suas pernas cortadas e as faces para ligação ficavam imersas em um local com estanho devidamente derretido.

Após a retirada do circuito em contato com o estanho todos os seus integrantes estavam presos ao cobre de forma rápida e fixa.

Com isso, a evolução na criação de circuitos eletrônicos prova que este processo é muito antigo e vem se modernizando de acordo com as necessidades de consumo de cada época e na atualidade conta com processos complexos e muito elaborados.

Gostou do que viu? Compartilhe!