O que é um transformador elevador

O valor da tensão sobre o secundário de um transformador depende do número de voltas de fio no enrolamento secundário. Se houver maior número de voltas de fio no secundário do que no primário a tensão no secundário será maior do que a tensão do primário. O símbolo para um transformador elevador está indicado na Figura 4-12. Maternaticamente, a tensão secundária é:

onde 7V é o número de voltas do secundário N1 é o número de voltas do primário e E1 a tensão primária.
Nesta equação, o número de voltas do secundário dividido pelo número de voltas do primário é chamado relação de transformação do secundário para o primário. A relação de transformação do secundário para o primário é igual a :

 Vemos, por exemplo, que são aplicados 115 volts no primário de um transformador que possui uma relação de transformação N1/N2 de 6 x 1; em outras palavras, o enrolamento secundário possui 6 vezes mais voltas do que o primário. A tensão secundária será então.

À primeira vista, parece que você está obtendo alguma coisa do nada usando um transformador elevador. Porém, se a tensão secundária é maior do que a do primário, a corrente do secundário deve ser menor do que a do primário; em outras palavras, quando a tensão é elevada, a corrente é rebaixada. A relação entre a relação de transformação e a corrente do primário e do secundário pode ser expressa pela equação

onde  I2 corrente do secundário
N2 = número de voltas do secundário
N1 = o número de voltas do primário e
E1 a tensão primária.

Nesta equação, o número de voltas do primário N1, dividido pelo número de voltas do secundário. N2, é chamado relação de transformação primário para secundário.
A relação de transformação primário para secundário é igual a N1 
N2