» » para-que-sao-usados-os-diodos

para-que-sao-usados-os-diodos

Diodos são componentes que conduzem a corrente de elétrons num sentido determinado (do catodo para o anodo), porém não no sentido oposto (do catodo para o anodo). Já passou o tempo em que o uso mais extenso dos diodos era em fontes de alimentação, onde eram usados como retificadores. Um retificador é um diodo usado para converter a corrente alternada da linha para uma corrente continua. Hoje, a retificação é apenas uma das muitas funções realizadas pelos diodos.

Alguns Exemplos de Diodos Retificadores

A Figura acima mostra os tipos de diodos usados em circuitos retificadores. O diodo indicado na Figura a usa um filamento como catodo. O filamento é aquecido até o ponto em que elétrons são liberados de sua superfície. Quando a tensão da placa é positiva, a placa irá atrair esses elétrons negativos. Assim, o fluxo da corrente de elétrons é do catodo para a placa. Os elétrons liberados vêm diretamente da superfície do filamento e as válvulas diodo são chamadas válvulas com catodo de aquecimento direto.

A Figura b acima mostra um diodo com catodo de aquecimento indireto. Um filamento que não está indicado no símbolo (ver o suplemento) aquece o catodo. Elétrons são emitidos da superfície aquecida do catodo. O catodo tem a forma de um cilindro com o filamento por dentro. Isso está indicado no suplemento da Figura b. Quando a placa é tornada positiva, ela atrai os elétrons emitidos pelo catodo.

O diodo semi-condutor também conduz uma corrente de elétrons de seu catodo para seu anodo. Como no caso das válvulas diodo, não irá conduzir do anodo para o catodo. O símbolo para este componente está indicado na Figura c acima. Os diodos semicondutores são também chamados de diodos de estado sólido. Possuem vantagem de não precisar de um catodo quente para sua operação. O resultado é um componente mais simples que opera a uma temperatura mais baixa e não requer energia para o filamento. A composição física e química do diodo semicondutor lhe permite retificar a corrente.

A Figura d acima é o símbolo para um diodo a gás. Possui um catodo de aquecimento indireto e uma placa exatamente como a da Figura b. A diferença é que o interior do. tubo está cheio de gás. Este produz o assim chamado “efeito de avalanche” quando o tubo está conduzindo uma corrente de elétrons.

A Figura abaixo ilustra a condição de avalanche. Um elétron deixa o catodo e é atraído em direção à placa positiva. Antes de ter-se deslocado muito longe, ele colide com uma molécula de gás e solta um elétron da molécula. Os dois elétrons colidem, em seguida, com mais duas moléculas de gás e soltam mais dois elétrons. O processo continua, de modo que o número de elétrons que atinge a placa é bastante grande. Uma característica importante de um diodo a gás é sua capacidade de conduzir correntes de intensidades relativamente altas. Quando este diodo conduz uma corrente, ele brilha.

Gostou do que viu? Compartilhe!