» » Relação entre campo magnético e corrente 2

Relação entre campo magnético e corrente 2

Campo magnético de dois condutores paralelos.  Quando em cada um dos condutores paralelos estão passando correntes elétricas, de igual sentido, a tendência que se manifesta nos condutores é para aproximar um do outro até se juntarem. O motivo é evidente. Na Fig. 1 as linhas de força abraçam cada condutor, no mesmo sentido (regra do saca-rolhas) e o campo magnético resultante forma uma bainha de linhas de força, atuando como anéis elásticos estirados que tendem a juntar os dois condutores.

Figura 1

A atração, ao aproximar os condutores um do outro, reduz o comprimento do trajeto abcd, que as linhas de força precisam percorrer.

O campo independente que se origina ao redor de cada condutor é circular quanto à sua conformação, mas o campo magnético resultante tem, apenas, aproximadamente, a forma circular, como aparece na Fig. 1.

Na Fig. 2 vê-se o campo existente entre dois condutores em que as correntes circulam com sentidos opostos.

Figura 2

As linhas de força são ainda círculos, mas não concêntricos, entre si ou entre condutores. As linhas estão amontoadas entre os condutores e portanto, exercem sobre estes, um efeito de repulsão.

Além disto, quando os condutores se afastam, cresce, entre os mesmos, o espaço disponível à passagem das linhas de força e cada circuito magnético procura acomodar se satisfazendo a condição de que o fluxo seja máximo.

Gostou do que viu? Compartilhe!