» » O que é um amplificador classe b

O que é um amplificador classe b

Num amplificador classe B existe um sinal de saída durante, apenas, meio ciclo do sinal de entrada. Isto está ilustrado na Figura 1 Observe que o sinal de entrada está acima da linha de interrupção durante um meio ciclo e abaixo da linha de interrupção, durante o meio ciclo seguinte. Durante o meio ciclo em que o sinal está abaixo da linha de interrupção, não há sinal de saída do amplificador.

Figura 1

O formato de onda de saída para o amplificador de classe B mostra que é constituído de uma série de meios ciclos. Como anteriormente, os formatos da onda de saída são invertidos, isto é, são defasados de 180°, com o sinal de entrada. Também, possuem maior amplitude que o sinal de entrada.

Você poderia perguntar se haveria alguma vantagem na operação de um amplificador em classe B, sobre a operação em classe A. Uma vantagem muito importante é seu maior rendimento. Você pode pensar dos amplificadores como se fossem gente. Se você der para eles um pouco de tempo de folga, eles irão trabalhar de forma mais eficiente. O fato de um amplificador ser desligado durante metade do ciclo de entrada significa que o amplificador possui um período de repouso. O rendimento de um amplificador de classe B é muito maior que o rendimento de um amplificador de classe A.

O rendimento de um amplificador é uma medida de quanta potência de sinal ele pode fornecer, em comparação com a potência contínua necessária para operar o amplificador matematicamente.

                                  rendimento percentual = potência do sinal de saída  x 100

                                              potência contínua de entrada

Alguns dispositivos amplificadores são muito mais eficientes do que outros. Porém, qualquer dispositivo amplificador (válvula, transistor bipolar ou transistor FET) será mais eficiente como amplificador classe B, em comparação com o mesmo dispositivo operado como classe A.

Um amplificador classe B pode ser usado nos casos onde a distorção do sinal de saída não constitui nenhum problema. A distorção é uma medida de quanto o sinal e saída difere do sinal de entrada. Um sinal altamente distorcido é um sinal no qual a forma do sinal de saída não parece muito com o sinal de entrada. O sinal de saída de um amplificador no qual o sinal de saída contém, apenas, meio ciclo do sinal.

Dois amplificadores classe B podem se ligados de tal forma que um amplifica apenas o meio ciclo positivo do sinal e o outro amplifica apenas o meio ciclo negativo do sinal. Estes dois amplificadores eficientes produzem uma saída não distorcida, conforme indicado na Figura 2 Os dois meios ciclos foram combinados num componente de circuito, como, por exemplo, um transformador, de modo que o sinal de saída contém ambos os meios ciclos.

Figura 2

Gostou do que viu? Compartilhe!