» » Quais os componentes de uma fonte de alimentação regulada

Quais os componentes de uma fonte de alimentação regulada

Começaremos dando-lhe uma visão geral de uma fonte de alimentação de voltagem regulada típica. A Figura 1 mostra o sistema em forma de diagrama de blocos.

Figura 1

A energia de entrada da companhia de energia está em corrente alternada. E aplicada no primário de um transformador de potência. O transformador serve para duas finalidades: (1) para isolar o circuito da fonte de alimentação da linha em corrente alternada e (2) para aumentar ou abaixar a tensão da linha para o valor desejado.

O secundário transformador está ligado a um circuito retificador que altera a tensão alternada para tensão contínua. Os componentes nos circuitos retificadores podem ser válvulas, diodos semicondutores, SCRs, ou diodos a gás. Os circuitos retificadores com diodos semi-condutores são os mais populares.

A saída do circuito do retificador não é urna tensão contínua, pura e suave. Pelo contrário, é urna forma de tensão continua pulsante. Pode ser vista urna onda típica no diagrama de blocos. Essa tensão não poderia ser usada como corrente contínua nos sistemas amplificadores, de modo que se usa um circuito de filtro. A única finalidade do filtro é suavizar as pulsações a fim de obter urna tensão de saída pura (ou quase pura).

Os três blocos da Figura 6-3 que foram discutidos até agora compõem o que se chama fonte de alimentação não regulada. A tensão de saída do filtro pode ser fornecida diretamente à carga que requer uma tensão contínua. Porém, se a corrente de carga numa fonte de alimentação não regulada variar de instante para instante, haverá também alterações na tensão de saída. Em alguns circuitos é importante ter urna tensão de saída contínua muito constante independentemente de a corrente da carga variar ou não. Nesse tipo de aplicações é necessário um circuito regulador. Essa é a parte do diagrama de blocos da Figura 1 vista fora da linha pontilhada.

O circuito sensor controla qualquer alteração que possa ocorrer na tensão de saída. (Novamente essas alterações na tensão ocorrem como resultado na corrente de carga.)

A saída do circuito sensor é alimentada por um comparador que também possui uma entrada de uma tensão de referência. Se as tensões do sensor e de referência forem as mesmas, não haverá alteração na saída de tensão do comparador. Se a tensão de saída da fonte de alimentação variar, haverá uma mudança correspondente de saída do circuito sensor. Isso faz com que o comparador forneça uma tensão diferente para o amplificador, dependendo da mangnitude da alteração controlada.

O amplificador amplia a saída do comparador e fornece uma tensão de controle ao regulador em série. Sua finalidade é controlar a tensão de saída contínua do circuito. Se a tensão de saída da fonte de alimentação tende a aumentar ou diminuir, o regulador em série automaticamente ajusta a saída para seu valor correto.

Resumo

  1. A energia elétrica fornecida aos sistemas eletrônicos está numa das seguintes formas: corrente contínua, corrente alternada monofásica, corrente alternada bifásica, corrente alternada trifásica.
  2. Um circuito de fonte de alimentação converte energia de uma forma para outra. Não gera energia.
  3. Os transformadores convertem a corrente alternada de um valor para outro e isolam o circuito primário do circuito secundário.
  4. Os retificadores convertem a corrente alternada em corrente contínua enquanto os inversores convertem a corrente contínua em corrente alternada.
  5. Um conversor converte a corrente contínua de um valor para outro.
  6. Uma fonte de alimentação regulada mantém sua tensão de saída num valor constante até mesmo se a resistência de carga for alterada.

Gostou do que viu? Compartilhe!